Neste espaço você encontrará respostas para as dúvidas mais frequentes sobre as regras para adquirir ou trocar a placa de seu veículo além de acesso direto à legislação sobre o assunto.

  1. Primeiro você deve se dirigir ao DETRAN e pegar uma autorização para fabricação da placa, momento em que é associada uma placa ao chassi de seu veículo. Dirija-se a uma das unidades da PLACPLAC e solicite a produção da PLACA. Rapidamente a PLACPLAC informa eletronicamente ao DETRAN a produção da sua placa, liberando o sistema para dar continuidade ao processo de emplacamento no DETRAN.
  2. Recebido o documento, você já pode colocar a PLACA. Coloque o veículo no DETRAN e procure um lacrador em suas dependências. Ele pegará sua placa e colocará o SELO do DETRAN. Confira se seu documento está mesmo de acordo com a placa antes de sair.

Hoje em dia, a maioria das Concessionárias já oferece aos seus clientes o serviço de emplacamento completo do veículo que você está comprando. Mas você também pode optar pelo emplacamento com o despachante de sua preferência (certifique-se de que ele seja credenciado pelo DETRAN).

Pode, se suas placas obedecerem às especificações da legislação em vigor (Resolução nº 231, alterada pela Resolução nº 241).

Veja:

  • MOTO:  caso a placa seja refletiva, você troca a tarjeta. Se não, deve trocar a placa completa.
  • CARRO: observe o formato das letras da placa. Se for a fonte Mandatory , troca somente a tarjeta. Se não, a placa completa. Você pode escolher entre a placa refletiva e a pintura padrão.Se a dúvida persistir, dirija-se a uma das unidades da PLACPLAC, que verificamos para você.

Faça um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil e dirija-se a uma das unidades da PLACPLAC. Sua placa será confeccionada com rapidez e segurança . Enquanto espera, tome um cafezinho na nossa loja, pois, logo- logo a placa estará afixada ao veículo, para sua comodidade.

Nesse caso não. Basta ir na PLACPLAC e solicitar uma nova placa, como no item anterior. No momento da substituição da placa, recolhemos a anterior e a destruímos, para sua segurança.

Sim. Você deve solicitar ao DETRAN a “Autorização de fabricação” e taxa de Resselagem (lacre da placa). Dirija-se em seguida a uma unidade da PLACPLAC, pedindo a confecção da placa. Depois, é só colocar a veículo no DETRAN para a troca de placas.

Pode. Contudo, precisa se informar com o DETRAN quais os procedimentos necessários para a mudança de categoria. Geralmente, além dos documentos recorrentes como RG, CPF, comprovante de residência, DUAL, precisa também de autorização específica emitida pela Prefeitura do município de emplacamento.  A placa confeccionada deve ser da mesma categoria que consta no documento, neste caso, categoria aluguel para placas vermelhas. Se você solicitar à PLACPLAC uma placa diferente do documento que será emitido, o DETRAN não colocará suas placas.

Para fazer a placa, seja de moto ou traseira de qualquer veículo, basta a autorização do DETRAN. Contudo, para colocá-la você precisa pagar a taxa de RESSELAGEM no DETRAN. Se o veículo estiver atrasado, junto com taxa do selo virá o emplacamento do seu veículo (licenciamento + seguro), tudo junto. Portanto, antes de colocar a placa você deve pagar esses débitos.  Lembre-se: quem coloca a placa é o DETRAN mediante o pagamento desta taxa.

Sim. Para solicitar a autorização no DETRAN. Se o proprietário não puder comparecer ele pode providenciar uma procuração pública específica para você comparecer em nome dele ou contratar um despachante para pegar a Autorização de Fabricação e providenciar a colocação da placa no DETRAN.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro constituem infrações de trânsito:

Art. 221. Portar no veículo placas de identificação em desacordo com as especificações e modelos estabelecidos pelo CONTRAN:

Infração: média;

Penalidade: multa;

Medida administrativa: retenção do veículo para regularização e apreensão das placas irregulares.

Parágrafo único. Incide na mesma penalidade aquele que confecciona, distribui ou coloca, em veículo próprio ou de terceiros, placas de identificação não autorizadas pela regulamentação.

Art. 230. Conduzir o veículo:

I - com o lacre, a inscrição do chassi, o selo, a placa ou qualquer outro elemento de identificação do veículo violado ou falsificado;

(...)

IV - sem qualquer uma das placas de identificação;

(...)

VI - com qualquer uma das placas de identificação sem condições de legibilidade e visibilidade:Infração - gravíssima;Penalidade - multa e apreensão do veículo;Medida administrativa - remoção do veículo;

O uso das placas de identificação é previsto no Código de Trânsito Brasileiro (LEI Nº 9.503, conforme publicação do CTB em 23 de setembro de 1997) Art. 115.

O veículo será identificado externamente por meio de placas dianteira e traseira, sendo esta lacrada em sua estrutura, obedecidas as especificações e modelos estabelecidos pelo CONTRAN.

§ 1º Os caracteres das placas serão individualizados para cada veículo e o acompanharão até a baixa do registro, sendo vedado seu reaproveitamento.

(...)

§ 6º Os veículos de duas ou três rodas são dispensados da placa dianteira.

Não existe uma determinação legal para a troca das placas de todos os veículos para o padrão refletivo. A legislação em vigor diz que apenas as placas de moto devem mudar para placa refletiva nos casos de mudança de município desde 2008. Para carro, a mesma obrigatoriedade entrará em vigor apenas no ano de 2012.

Pelo código de cadastramento do fabricante prensado na lateral da placa com o código da (PLACPLAC é 007) seguido da sigla da unidade da Federação e dos dois últimos algarismos do ano de fabricação da placa (007 CE 11)